Viapol® Carbon

1. Descrição

Viapol® Carbon é um sistema de reforço estrutural á base resinas e fibras de carbono. O sistema está disponível em duas versões, sendo uma moldada in loco, e a outra com o uso de lâminas já pré-fabricadas.

2. Vantagens

O sistema Viapol® Carbon oferece os seguintes benefícios aos usuários:

• Elevada resistência à tração e poder de aderência;

• Fácil aplicação;

• Baixíssimo peso e espessura;

• Rapidez na execução dos reforços;

• Não sofre efeitos de corrosão em ambientes marinhos ou industriais;

• Resistente à fadiga.

3. Características Técnicas

Viapol® Carbon CFW 300

Característica Especificação Unidade
Gramatura 300 g/m²
Espessura da manta 0,166 Mm
Resitência máxima de tração 4900 MPa
Módulo de elasticidade 230 GPa
Alongamento na ruptura 2,1 %

 

Viapol Carbon Plate 50/12 e 50/14

Característica Especificação Unidade
Conteúdo de fibras > 68 %
Resistência à tração > 3000 MPa
Módulo de elasticidade > 165 GPa
Espessura do laminado 1,2 ou 1,4 mm
Largura 50 mm
Alongamento na ruptura > 1,7 %
Densidade 1,5  g/cm³

 

Viapol Carbon Primer

Característica Especificação Unidade
Cura final 7 dias
Secagem ao toque de 8 a 12 horas
Resistência à aderência > 2 MPa
Temperatura de aplicação 10 a 30 º C
Pot life 20 a 50 minutos

 

Viapol Carbon Stuc

Característica Especificação Unidade
Densidade (A+B) 1,45 g/cm²
Resistência à aderência > 2 MPa
Secagem ao toque 2 horas
Pot life 40 a 50 minutos

 

Viapol Carbon Saturante

Característica Especificação Unidade
Pot life – 20 ºC aproximadamente 40 minutos
Tempo de secagem ao toque < 11 horas
Cura total 7 dias
Relação de mistura (p1-P2) 2:1 n/a
Viscosidade 5000 Cps
Resistência à tração 29 MPa
Resistência à compressão 68 MPa
Módulo de compressão 1470 MPa
Resistência ao cisalhamento 9,8 MPa

 

Viapol Carbon Adesivo

Característica Especifiação Unidade
Resistência à aderência > 3,5 MPa
Resistência à compressão > 60 MPa
Resistência à tração > 30 MPa
Resistência ao cisalhamento > 15 MPa
Relação de mistura (P1 – P2) 2:1 n/a
Cura total 7 dias

 

4. Utilização

Viapol® Carbon é ideal para uso como reforço estrutural em diversos tipos de aplicações, tais como:

• Reforço de vigas e colunas de concreto e madeira;

• Reforço de lajes;

• Reforço em elementos estruturais que terão aumento de cargas;

• Redução de deformações estruturais e movimento de fissuras;

• Reforço em elementos sujeitos a grandes vibrações ou atividades sísmicas;

• Paredes e Chaminés;

• Reforço de estruturas degradadas.

5. Instrução de Uso

Preparo da superfície
Superfície de concreto
A superfície deverá estar sólida, sem partículas soltas, limpa, livre de impregnações, tais como óleos, graxas, nata de cimento, ferrugens, etc. Em se tratando de substratos cimentícios poderá haver umidade de até 4%. Superfícies lisas de concreto devem ser lixadas, de forma a se obter uma superfície porosa. Películas de cura química, pinturas existentes e endurecedores de superfície deverão ser removidos mecanicamente.

Superfície de madeira
A superfície deverá estar perfeitamente fixada e lixada com os rejuntamentos calafetados. Para a perfeita calafetação dos rejuntamentos, recomenda-se o uso da Massa F12 (fabricada em 11cores). O lixamento deve ser feito preferencialmente até a lixa 120. Remova completamente o pó de toda a área lixada, com aspirador, vassoura de pêlos e pano. Não utilize a estopa, ela pode deixar fiapos na superfície.

Aplicação
Preparo da Superfície de concreto
A superfície deverá estar sólida, com resistência à compressão de no mínimo 18 MPa, sem partículas soltas, limpa, livre de impregnações, como óleo, graxa, nata de cimento, ferrugens, desmoldante, tinta, etc. Poderá haver umidade, porém, sem saturação. Superfícies lisas de concreto devem ser escarificadas e lixadas, de forma a se obter uma superfície integra e rugosa, sem rebarbas ou imperfeições superiores a 0,5 mm.

Mistura das Resinas
Inicie a mistura das resinas do produto somente após o preparo da superfície. Faça uma pré-mistura separada dos componentes 1 e 2. Em seguida, despeje todo o conteúdo do componente 2 (endurecedor) ao recipiente do componente 1, e inicie a mistura do produto com o uso de agitador mecânico de baixa rotação por no mínimo 3 minutos, até se obter um material homogêneo e sem grumos. Aplique em seguida.

Aplicação – Sistema moldado in loco Viapol Carbon CFW300
Imprimação: A superfície deverá receber uma imprimação com o Viapol Carbon Primer para tampar a porosidade do concreto, promover uma aderência adequada no substrato e prepará-lo para receber as próximas etapas. Estucamento: A superfície deverá receber um estucamento com o Viapol Carbon Stuc, apenas se existirem buracos ou falhas de concretagem que necessitem de preenchimento mais profundo.
Aplicação da Fibra: Primeiramente, com auxílio de desempenadeira ou rolo, aplique uma camada de aproximadamente 0,30 a 0,40 kg/m2 de Viapol Carbon Saturante, e prossegua imediatamente com a colagem da fibra sobre o material ainda em estado plástico. A fibra deverá ser pressionada firmemente ao substrato por meio de rolo com ranhuras metálicas apropriado. Após aproximadamente 40 minutos, aplique uma nova camada de Viapol Carbon Saturante, de mesmo consumo que a anterior.
Aplicação – Sistema laminado: Viapol® Carbon Plate 50/12 e 50/14 Limpeza: Estenda a lâmina de Viapol Carbon Plate 50/12 ou 50/14 sobre a bancada de trabalho e efetuar a limpeza com álcool.
Imprimação: A superfície de concreto deverá receber uma imprimação com o Viapol Carbon Primer com a finalidade de tampar a porosidade do concreto, promover uma aderência adequada no substrato e prepará-lo para receber as próximas etapas. Eventualmente, esta aplicação pode ser dispensada para concretos com alta compacidade.
Aplicação da Fibra: Primeiramente, com auxílio de uma espátula, aplique uma camada de aproximadamente 2 mm (0,5 kg/m) de Viapol Carbon Adesivo sobre o Viapol Carbon Plate 50/12 ou 50/14. Ainda durante o tempo em aberto da resina (cerca de 30 minutos a 25 ºC), comprima a lâmina Viapol Carbon Plate 50/12 ou 50/14 sobre o concreto, e com o uso de um rolo de borracha, pressione fortemente contra o substrato a reforçar. Remova o excesso de resina expulsa pelas laterais da lâmina antes do endurecimento da resina.
Verificação: Verifique o serviço realizado com pancadas suaves, usando instrumento metálico. Recomenda-se efetuar testes de aderência, que devem ser superiores a 1,5 MPa.

Recomendações
Limpe as ferramentas que tiveram contato com o produto composto de solventes, tais como: toluol, aguarrás, etc. Depois de homogeneizadas, as resinas devem ser utilizadas no prazo máximo de 40 minutos.

Segurança
Utilize EPI’s adequados: luvas e botas impermeáveis, óculos de segurança química. Evite contato com a pele e olhos. O contato prolongado com a pele pode causar dermatites. Não beba, coma ou fume durante o manuseio. É importante lavar as mãos antes de uma pausa ou depois do trabalho. No caso de contato do produto com a pele, limpe com água e sabão neutro ou pasta de limpeza. Este produto é não inflamável e não explosivo. Este produto não é considerado tóxico, mas é impróprio para o consumo humano e nunca deve ser ingerido. Para mais detalhes, consulte a ficha de segurança do produto.

6. Embalagens

Viapol Carbon Primer : kits de 5 kg;

• Viapol Carbon Saturante: kits de 15 kg;

• Viapol Carbon Stuc: kits de 4 kg ;

• Viapol Carbon Adesivo: Kits de 15 Kg;

• Viapol Carbon Fiber CFW300: Rolos com 50 m²;

• Viapol Carbon Plate: Rolos com 100 m.

7. Estocagem

As resinas possuem validade de 12 meses e as fibras, 10 anos, desde que armazenadas em locais adequados.

8. Consumo

Os consumos aproximados são:

Viapol® Carbon Primer: 100 a 250 g/m².

Viapol® Carbon Saturante: 0,6 a 0,8 kg/m² (considerando as duas aplicações).

Viapol® Carbon Stuc: de acordo com as características do substrato; estimado em 0,4 kg/ m².

Viapol® Carbon Adesivo: 0,3 Kg/m.

9. Nota

As informações contidas nesta ficha baseiam-se em nosso conhecimento para a sua ajuda e orientação. Salientamos que o desempenho dos nossos produtos depende das condições de preparo de superfície, aplicação e estocagem, que não estão sob nossos cuidados. O rendimento prático depende da técnica de aplicação, das condições do equipamento e da superfície a ser revestida. Não assumimos assim, qualquer responsabilidade relativa ao rendimento e ao desempenho de qualquer natureza em decorrência do uso indevido do produto. Para obter mais informações, consulte nosso Departamento Técnico. A Viapol reserva-se o direito de mudar as especificações ou informações contidas neste folheto sem prévio aviso.