Tecfix MP

Característica:
Tecfix MP é um adesivo bicomponente, pré-dosado, à base de resina poliéster e agregado catalizador, destinado à ancoragem de barras, chumbadores, tirantes e parafusos de fixação.

Indicações

- Para ancoragem permanente de barras de aço, chumbadores, tirantes e parafusos de fixação, em concreto, rocha ou alvenaria, tanto na posição horizontal quanto na vertical

Vantagens

- Rápido ganho de resistência

- Pode ser aplicado sobre superfícies secas ou úmidas

- Não retrátil

- Resistente a vibrações

- Garantia e confiabilidade na execução de ancoragens em furos verticais para cima, com o uso do aplicador e da bisnaga descartável, próprios para o sistema

- Fácil mistura e aplicação, permitindo a adequação de sua consistência

- Agilidade da obra com o uso do aplicador e das bisnagas descartáveis

Dados Técnicos

Propriedades e características
Consistência: Fluida
Massa específica: 1,800 kg/dm3
Tempo em aberto: 25 a 40 min
Período de liberação para carga total: 7 dias
Resistência à compressão às 2 horas (NBR 5739): 40 MPa
Resistência à compressão às 4 horas (NBR 5739): 50 MPa
Resistência à compressão às 24 horas (NBR 5739): 60 MPa
Resistência à compressão aos 7 dias (NBR 5739): 70 MPa
Resistência ao cisalhamento (BS 2782): 20 MPa

Consumo teórico aproximado
O cálculo do consumo para a resina de ancoragem química Tecfix MP pode ser realizado através da equação 1 disposta a seguir. A espessura do adesivo deve variar de 3 a 5 mm, ou seja, o diâmetro da perfuração deve ser de 6 a 10 mm superior ao diâmetro da barra ou chumbador.

Tabela 1 – Consumo teórico de Tecfix MP para aço estrutural CA-50.

fbarra - diâmetro da barra, em mm

Diâmetro da barra Diâmetro do furo Profundidade “L” Consumo por furo Quantidade de furos
(mm) (mm) (mm) (cm³ ou mL) por conjunto de 556 mL (1 kg)
8 16 80 12,06 46
10 16 100 12,25 45
12 20 120 24,12 23
16 25 160 46,37 12
20 28 200 60,32 9
25 32 250 78,34 7
32 39 320 124,91 4

Quando há mais de uma situação de ancoragem, ou seja, quando há mais de um diâmetro de barra ou variam os comprimentos de ancoragem, deve-se calcular por números de furo para cada situação e somar o volume total. Para situações diferentes das observadas na Tabela 1, utilizar a equação 1 para a determinação do consumo da ancoragem química Tecfix MP.
É importante levar em consideração uma determinada perda de material, devido principalmente ao excesso que pode ser lançado nas perfurações, o que pode ocorrer no início das atividades, já que é necessário calibrar o número de movimentos de bombeamento da resina para garantir a quantidade correta a ser aplicada em cada perfuração. Esta perda pode variar também em função de erros nas dimensões das perfurações. A perda média de 5 a 10% pode ser considerada no cálculo do consumo final.

Instruções de Uso

Critérios de projeto
No dimensionamento para capacidade portante, o projetista deve observar os critérios da norma brasileira vigente.
Como critério fundamental para Tecfix MP, a espessura do adesivo deve variar de 3 a 5 mm, sendo este o intervalo de eficiência máxima do produto. A profundidade de ancoragem deve ser criteriosamente definida. Recomenda-se utilizar uma profundidade de, no mínimo, dez vezes o diâmetro da barra, chumbador, tirante ou parafuso a ser fixado. Para garantir o contato total do adesivo com o aço e o concreto ou rocha, deve-se bombear continuamente o produto do fundo para a borda da perfuração e a barra deve ser inserida com um leve movimento de giro.
Como a eficiência do sistema depende de uma série de fatores, como as propriedades do concreto do substrato, as propriedades do aço da barra, chumbador ou elemento a ser ancorado, do desempenho da resina de ancoragem, do diâmetro da barra, do espaçamento e profundidade das ancoragens, testes de campo devem ser realizados com o objetivo de aferir a capacidade portante específica para cada situação.

Preparo e execução do furo
O furo pode ser executado de três modos: (a) com perfuratrizes rotativas, (b) com coroas diamantadas, neste caso os furos devem ser escareados, ou (c) pré-moldados com configuração em cauda de pombo inversa. Após a execução dos furos é de fundamental importância retirar todo o pó e os materiais soltos, preferencialmente com jato de ar filtrado ou água.

Preparo das barras de aço
As barras, chumbadores, tirantes ou parafusos de fixação devem apresentar-se limpos, isentos de graxas e produtos de corrosão. Após a limpeza, não manusear a barra na região de ancoragem.

Mistura
Verter todo o conteúdo da embalagem do agregado catalisador (Componente B) na embalagem do componente base (Componente A). Misturar manualmente com o uso de uma espátula metálica ou mecanicamente com uma Hélice Anchorpiso acoplada a uma furadeira de baixa rotação (400 a 500 rpm) até atingir consistência uniforme. Dependendo da fluidez requerida pode ser retirado até 10% do agregado catalisador (Componente B).

Aplicação

O produto deve ser lançado durante o período de tempo de gel, que varia de 25 a 40 min, dependendo da temperatura ambiente. A superfície do concreto pode estar levemente úmida. Para perfurações verticais em pisos ou lajes com a abertura voltada para cima, Tecfix MP pode ser vertido diretamente da embalagem para dentro do furo. No caso de furos verticais com a abertura voltada para baixo ou furos posicionados na horizontal, Tecfix MP deve ser bombeado continuamente para dentro do furo com o uso do Aplicador Tecfix MP ou através de equipamento específico, sempre do fundo da perfuração para a borda. O chumbador ou a barra deve ser inserido sob pressão e com o movimento de giro, até atingir a profundidade requerida. A barra deve ser mantida na posição até o total endurecimento da resina, que é de cerca de 2 horas, no mínimo.

Embalagem

Fornecido em conjuntos de 1 kg

Armazenagem

Manter em local seco, ventilado e na embalagem original lacrada.

Validade

6 meses

Cuidados Especiais

Precauções
As medidas de higiene e de segurança do trabalho e as indicações quanto ao fogo, limpeza e disposição de resíduos devem seguir as recomendações constantes na FISPQ do produto.

IMPORTANTE: O rendimento e o desempenho do produto dependem das condições ideais de preparação da superfície/substrato onde será aplicado e de fatores externos alheios ao controle da ANCHORTEC, como uniformidade da superfície, umidade relativa do ar e ou de superfície, temperatura e condições climáticas, locais, além de conhecimentos técnicos e práticos do aplicador, usuário e outros. Em função destes fatores, o rendimento e performance podem apresentar variações.