DENVERTEC 700

Argamassa à base de cimento, modificada com polímeros, para reparos rasos e semiprofundos

DENVERTEC 700 – Argamassa de reparo bicomponente e tixotrópica, à base de cimento modificada com
polímeros acrílicos, de fácil manuseio e elevada aderência ao substrato.

USOS
Reparos rasos e semi-profundos localizados, com espessuras de até 70 mm ou pelo sistema dry-pack;
Reconstituição de seções de componentes estruturais;
Revestimentos de proteção permanente em estruturas de concreto, blocos ou alvenaria.

VANTAGENS
• Permite aplicação por projeção;
• Dispensa a utilização de fôrmas, possibilitando a plicação manual em superfícies verticais e horizontais inferiores (teto);
• Altas resistências mecânicas e excelente aderência ao concreto;
• Baixíssima permeabilidade a água e a diversos agentes agressivos, entre eles os íons cloreto;
• Confere elevada durabilidade ao reparo de estruturas.

PROPRIEDADES TÍPICAS – BT 069 / REV_10

PARÂMETROS DE DESEMPENHO

METODOLOGIA DE REPARO
Deverá ser observada a seqüência de operações recomendada para a execução dos reparos. De forma
orientativa, pode-se considerar o seguinte:
• Demarcação das áreas a serem reparadas.
• Delimitação da área de reparo com corte de pelo menos 5 mm de profundidade com disco adiamantado,
cuidando para não afetar nenhuma armadura com recobrimento de pequena espessura.
• Escarificar e remover o concreto solto e deteriorado.
• Liberar as armaduras em todo seu contorno.
• Avaliar o estado das armaduras e do substrato e aumentar a área de reparo caso se verifique maior
extensão dos problemas apresentados.
• Limpar as armaduras, de preferência por jateamento abrasivo, e repor ou substituir armaduras corroídas,
caso necessário, prender firmemente as barras de aço expostas.
• Tratar as bordas do reparo para garantir o corte de 5 mm perpendicular à superfície da peça estrutural, e
com isso, uma espessura mínima de material de preenchimento nas bordas da seção.
• Saturar o substrato.
• Aplicar ponte de aderência nas bordas e/ou no fundo da área de reparo, com Denverfix Acrílico,
preencher o reparo com Denvertec 700.
• Caso seja necessário o estucamento ou a regularização superficial, dar acabamento localizado ou
generalizado com Denvertec 600.
• De forma a garantir a estanqueidade e impedir a penetração de elementos agressivos na estrutura, aplicar
uma proteção superficial com sistema de verniz ou pintura.

APLICAÇÃO MANUAL
A forma mais recomendada para aplicação do Denvertec 700 é diretamente com as mãos (protegidas por
luvas de borracha), pressionando a primeira camada sobre a ponte de aderência úmida, aplicada sobre
o substrato. A aplicação também pode ser realizada com colher de pedreiro ou desempenadeira de aço,
tomando-se o cuidado de preencher totalmente os vazios e os espaços por trás das armaduras. Nunca se
recomenda a utilização de ferramentas no preenchimento da primeira camada.
É recomendável aplicar o Denvertec 700 em camadas de 15 mm a 25 mm até completar a área. Dependendo da área, da posição e da presença de armaduras na cavidade a ser preenchida, a espessura máxima
a ser atingida pelas várias camadas poderá ser entre 50 mm e 70 mm, recomendando-se um intervalo
mínimo de 2 horas entre as camadas.
Para trabalhos de recobrimento de grandes áreas ou em reparos do lado inferior de lajes e vigas (teto), a
espessura máxima de material fresco recomendado é de 25 mm. Após intervalo superior a 12 horas retomar
os trabalhos, acrescentando-se seções de 25 mm até atingir a espessura requerida.
O intervalo de tempo entre a aplicação das camadas sucessivas deve ser o mínimo possível e apenas
o suficiente para que a camada recém aplicada tenha capacidade de receber a camada subsequente,
ranhurando a camada inferior e saturando-a levemente quando da aplicação da camada seguinte, de forma
a obter boa aderência.

APLICAÇÃO POR PROJEÇÃO
O Denvertec 700 pode ser aplicado por projeção “via úmida”. Reparos em grandes extensões, a alta velocidade de aplicação e as maiores espessuras obtidas, tornam esse método economicamente mais vantajoso
que a aplicação manual. Além disso, a argamassa de reparo aplicada apresenta maior compacidade, menor
permeabilidade e melhores características de aderência.

ACABAMENTO
O acabamento deverá ser efetuado com régua de alumínio e desempenadeira. A superfície apresentará
sempre certa rugosidade possibilitando a aplicação de estucamento tipo Denvertec 600.

OBSERVAÇÕES
• A argamassa deverá ser bem compactada contra o substrato. Se ocorrer “embarrigamento”, remover toda a argamassa e reaplicá-la em espessuras menores.
• Não deverá ser destinado a trabalhos de acabamento ou para espessuras menores que 5 mm.
• Proteger o produto recém-aplicado da insolação direta e dos ventos fortes. Utilizar protetores e anteparos adequados.

Casa D' Água

About Casa D' Água

  •