Pisos de Alta Resistência Mecânica e Química

Veja mais detalhes destes materiais que, quando adicionados a argamassas de cimento e areia, deverão resistir aos esforços de abrasão ao qual serão submetidos bem como demais solicitações mecânicas.

Definição:

Pisos Cimentícios:

São pisos compostos por agregados naturais de base mineral e quimicamente inertes, que quando adicionados a argamassas de cimento e areia, deverão resistir aos esforços abrasão ao qual serão submetidos bem como demais solicitações mecânicas.

Pisos Epóxi:

São compostos por resinas epóxis que poderão receber cargas de agregados de base mineral inertes, que irá oferecer a resistência aos esforços mecânicos, devendo a resistência química ser garantida pelos componentes epóxis.

Tipos de Produtos:

Os pisos cimentícios são classificados em três grupos:

• Grupo A, para cargas pesadas com desgaste inferior ou igual a 0,8 mm/ 1km de percurso. (tráfego de veículos de rodas rígidas e impactos de grande intensidade)

• Grupo B, para cargas médias com desgaste inferior ou igual a 1,0 mm/ 1 km de percurso. (tráfego de veículos de rodas rígidas e impactos de pequena intensidade)

• Grupo C, para cargas leves com desgaste inferior ou igual a 2,4 mm / 1 km de percurso. (tráfego de veículos de rodas macias e trânsito de pessoas)

Os pisos epóxis são classificados também em três tipos:

• Pintura de alta espessura, para solicitações leves de cargas mecânicas e alta resistência química.

• Auto-nivelantes, para solicitações médias de esforços mecânicos e alta resistência química.

• Argamassado, para altas solicitações mecânicas e químicas.

Preparos de substrato:

Os substrato para receber os pisos cimentícios ou epóxi deverão ser preparado da mesma maneira, devendo ser removida toda parte solta e comprometida, por processo mecânico tais como escovação, desbaste, frezamento, apicoamento, entre outros, bem como estar isento de gorduras, óleos, graxas, poeiras e materiais estranhos ao substrato, removidos mecanicamente ou por meio de lavagem com produtos químicos.
Se for necessário também deverão ser refeitos, corrigidos ou recuperados, pois irá depender da sua qualidade do seu preparo, a perfeita aderência do piso novo sobre ele.

Aplicação:

Os pisos cimentícios poderão ser lançados sobre o substrato preparado, após aplicação de chapisco com cimento, areia sobre superfície previamente umedecida, e adensados com régua vibratória, desempenado e polido se necessário com estucamento com nata de cimento com adição de adesivo. Se o piso for auto-nivelante, dispensa-se o uso de régua vibratória.
Esses pisos poderão ser pigmentados (coloridos), e aplicados sobre lajes curadas ou úmido-sobre-úmido, em quadros de no máximo 6m2, e sempre obedecendo juntas de trabalho, dilatação ou construção do substrato.
Os pisos epóxi deverão ser aplicados diretamente sobre o substrato preparado e seco, devendo na presença de umidade receber uma aplicação de primer para selagem, o que possibilita melhor aderência.
Os pisos epóxi são monolíticos, porém deverão sempre respeiar as juntas existentes no substrato.
Para tratamento das juntas de dilatação deverá ser escolhido o melhor mastique de base Poliuretano, epóxi ou outros, que se adapte às solicitações do piso, tanto para os pisos cimentícios quanto para os epóxis.

Produtos

Conheça a nossa linha de Produtos, que conta com todos os melhores produtos disponíveis no mercado:
Revestimentos Resinados para Piso de Concreto

Reparo e Proteção Anti-Corrosiva para Pisos de Concreto