Reforço de Viga de Pipe-Rack com Manta de Fibra de Carbono MFC

Trabalho realizado na empresa Rhodiaco, em Paulínia (SP). Saiba como foi realizado o dimensionamento e a execução do Sistema de Reforço com Manta de Fibra de Carbono para este caso e saiba os procedimentos recomendados pelo fabricante

Local

Rhodiaco (Paulínia – SP)

Especificação e Supervisão Técnica

Casa D`Água Tecnologia para Construção

Características Gerais

Estrutura de concreto armado para suporte de tubulação que sofreu colapso por acidente de impacto

Área executada

242 m2

Procedimentos

O trabalho foi executado seguindo os procedimentos recomendados pelo fabricante e citados abaixo:

1. Não aplicar a fibra de carbono quando se prenuncia a ocorrência de chuvas ou possibilidade de condensação ao superficial (orvalho).

2. A temperatura e a umidade do concreto são importantes para o bom desempenho da resina epóxica. Nunca iniciar o trabalho sem antes verificar essas condições superficiais.

3. O local de aplicação da fibra de carbono deve ser bastante ventilado. A utilização de fogo nas proximidades é absolutamente proibida. Equipamentos de proteção individual, tais como máscaras, óculos protetores e luvas de borracha devem ser obrigatoriamente utilizados quando da aplicação do material.

4. A fibra a ser cortada deve ser limitada àquele previsto para ser aplicado durante a jornada de trabalho.

5. Confirmar se a camada do ”primer” aplicado ”a superfície do concreto se encontra no estado de ”toque livre” antes de se colar a fibra de carbono. Se a camada de ”primer” foi aplicada há mais de uma semana sua superfície deverá ser tornada áspera com a utilização de lixa de papel (disco com 50mm E=16).

6. A ”resina estruturante” deverá ser rigorosamente misturada na proporção recomendada e uniformizada dentro da embalagem utilizada. Recomenda-se mexer durante pelo menos dois minutos. Preferencialmente deve ser utilizado um misturador elétrico manual. A quantidade a ser utilizada para trabalhos de 15 a 20 minutos, dependendo da temperatura.

7. A ”resina estruturante” deverá ser uniformemente espalhada sobre a superfície de concreto com a utilização de uma brocha com rolete. O volume a ser aplicado dependerá da direção da rudosidade da superfície de concreto.

8. A fibra de carbono é aplicada por sobre a camada de ”resina estruturante”. Após ser ajustada manualmente, a camada protetora de papel é retirada. A manta deverá ser comprimida fortemente contra a superfície de concreto com a utilização de roletes e/ou espátulas atuando no sentido longitudinal das fibras, para permitir uma completa impregnação das fibras de concreto pela resina. Repetir essa operação de duas a três vezes.

9. A fibra de carbono então posicionada deve ser retirada sem qualquer outra intenção por pelo menos 30 minutos. Qualquer levantamento ou deslocamento da resina deverá ser corrigido com a utilização dos roletes e/ou espátulas que novamente a comprimirão contra a superfície de concreto.

10. A Segunda camada de ”resina estruturante” deverá então ser aplicada sobre a fibra anteriormente aplicada. Novamente comprimir fortemente com a utilização de roletes e/ou espátulas aplicadas no sentido longitudinal das fibras para, mais uma vez, promover a impregnação da fibra. Repetir esta operação duas a três vezes.

1. Escoramento e recolocação da viga na posição original

2. Vista da aplicação da fibra de carbono
.

3. Vista da aplicação da fibra de carbono

4. Vista do serviço concluído