Cura de Concreto no Complexo Esportivo do Autódromo Jacarepaguá

Uso do Bidim como elemento no sistema de Cura de Concreto no Complexo Esportivo do Autódromo – Velódromo ::

Produto – Geossintético Bidim CC 10

Local

Jacarepaguá – Rio de Janeiro – RJ.

Características Gerais

O problema
Para que apresente adequada resistência à compressão o concreto necessita por vezes de “cura úmida”, em que o cimento é progressivamente hidratado para possibilitar a ocorrência das reações químicas.

A solução
Emprego de uma camada de geotêxtil Bidim saturado de água. Neste caso o geotêxtil retém a água nos vazios capilares, impedindo a sua evaporação, porém cedendo progressivamente a água necessária à cura do concreto.
Vantagens: Redução da freqüência de molhagem da superfície do concreto, e ainda assim garantindo a cessão progressiva da quantidade de água necessária à hidratação do cimento.

Introdução
A Prefeitura está realizando as obras de construção do Velódromo da Cidade dos Esportes, em Jacarepaguá. As obras foram iniciadas em outubro de 2006. O prazo de execução é de sete meses e o equipamento estará pronto em junho de 2007.
Duzentos operários estão executando os serviços, com o acompanhamento diário de profissionais especializados como engenheiros, arquitetos e técnicos.
O projeto, desenvolvido pela Secretaria Especial Rio 2007 em parceria com a RIOURBE, Empresa Municipal de Urbanização, foi elaborado de acordo com as normas, especificações e métodos aprovados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, e entidades nacionais e internacionais.
A madeira utilizada na fabricação da pista é o Pinho Siberiano. As peças estão sendo preparadas na Holanda, por uma empresa especializada, e medem 40x40mm. As peças perfiladas somam aproximadamente 60km de extensão, e pesam cerca de 65 toneladas. A geometria da pista foi calculada através de um programa de informática.

Área executada

Áreas de Construção:
Capacidade: 1.500 espectadores
Área de construção: 11.431 m²
Comprimento médio da pista: 250m
Quantidade – 5.040 m2 de Bidim CC10
Data de execução – Entre dezembro de 2006 e abril de 2007
Proprietário – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
Construtora – Oriente Construção Civil Ltda
Projetista – Secretaria Especial Rio 2007 em parceria com RioUrbe
Distribuidor – Geomaks Comércio de Geossintéticos Ltda

Procedimentos

O sistema de cura de concreto teve a utilização de Geotêxtil não tecido agulhado em poliéster Bidim CC10 com filme de polietileno, executados em uma única camada saturada de água.

Neste caso o Bidim garante a cessão progressiva da quantidade de água necessária a hidratação do concreto. A grande vantagem do Bidim é a redução de freqüência do serviço de molhar constantemente o concreto, podendo ser reutilizado entre 3 e 4 vezes.

Início dos serviços de instalação da manta de Bidim CC10 nas fundações

Detalhe da instalação do Bidim CC10.
.

Detalhe da eficiência da cura de concreto da área molhada.

Vista geral da estrutura de construção do velódromo.

Instalação do Bidim CC10 nas colunas de sustentação da estrutura metálica de cobertura do Velódromo.

Lançamento e instalação do Bidim CC10 na pista do velódromo.
.

Lançamento e instalação do Bidim CC10 na pista do velódromo.
.

Início da colocação do Bidim CC10 nos pilares de fundação da estrutura do velódromo.

Início da colocação do Bidim CC10 nos pilares de fundação da estrutura do velódromo.

Vista aérea do Complexo Esportivo do Autódromo – Velódromo.
.